DESTAQUE02
Journal

Inscrições abertas para oficinas de animação em terreiros de Salvador

Chamada ‘Òrun Àiyé: Oficina de Stop Motion’, a atividade busca relacionar vivência, religiosidade e produção cinematográfica.

 

DESTAQUE - 01 - NUCLEO BAIANO DE STOP MOTION NUBASUma oportunidade para as crianças construírem suas próprias narrativas. Essa é uma das finalidades que a Oficina Gratuita de Animação em “Stop Motion”, que está com as inscrições abertas, propõe executar nos terreiros de Salvador. A iniciativa faz parte da programação do Núcleo Baiano de Animação em Stop Motion (NUBAS) através do edital Arte em Toda Parte III Edição.

Ministradas pelas cineastas premiadas Jamile Coelho e Cintia Maria, que lançaram o curta “Òrun Àiyé: a Criação do Mundo”, selecionado recentemente no festival de cinema Farcume: Festival Internacional de Curtas-Metragens de Faro, em Portugal, a atividade busca proporcionar, através da prática e teoria, o resgate de questões como ancestralidade, religião, representatividade, cultura e identidade.

Os terreiros interessados em receber a oficina podem se inscrever através do formulário disponível no link: http://migre.me/uyBVU até o dia 10/08 e todos os equipamentos e materiais de arte serão fornecidos. Já estão programadas realizações no dia 06 de agosto, no Terreiro Manso, localizado na Estrada Velha do Aeroporto. Em seguida, no dia 13, é a vez do Terreiro Junsun, no Alto do Cabrito.

“Na ocasião, os jovens irão produzir um curta-metragem que depois será exibido em uma mostra itinerante. Nossa intenção é que eles se sintam estimulados a produzir, falar de si, de sua religiosidade, sempre se baseando nas narrativas orais, tão importantes para o fortalecimento das religiões de matriz-africana”, explica Cintia Maria.  

A oficina abordará todas as etapas de produção de uma animação em stop motion: análise e criação de roteiro, realização de story board, produção animação de objetos e edição de imagem e som. 

Para Jamile Coelho o projeto funciona como uma oportunidade, também, para descobrir novos talentos. “É uma forma das crianças terem contato com uma das técnicas de animação mais encantadoras. O Stop Motion é utilizado desde produções caseiras até produções como as da “Laika” e pode despertar nos participantes o desejo de seguir no ramo”, conta.