Oficina de animação em ‘stop motion’ tem inscrições abertas em Salvador

NOTICIA 03
Journal

Oficina de animação em ‘stop motion’ tem inscrições abertas em Salvador

stop_motion_cintia_mariaEstão abertas as inscrições para oficina gratuita de animação em ‘stop motion’ em Salvador. A oficina é gratuita e direcionada para jovens a partir de 16 anos. A atividade faz parte da programação do Núcleo Baiano de Stop Motion e as inscrições seguem até a sexta-feira (4).

“Esta é uma ação do Núcleo Baiano de Animação Stop Motion (NUBAS), voltado para a formação de jovens animadores para suprir o mercado em franca expansão na Bahia e no Brasil”, afirmou Jamile Coelho, diretora do filme.

A oficina está programada para ocorrer entre os dias 5 e 6 de dezembro – das 10 às 16h – ministrada pelas diretoras do filme Órun Àiyé: a Criação do Mundo, premiado recentemente no Festival Internacional Brasil Stop Motion em Recife. O filme recebeu o prêmio na categoria Novos Talentos do V Festival Internacional Brasil Stop Motion, diretores renomados de todo o mundo, a exemplo de Adam Elliot (Mary e Max – Uma Amizade Diferente) também participaram do festival.

“Com o NUBAS nós queremos que estes jovens se identifiquem com o stop motion e possam criar suas animações, contando suas histórias, seus legados culturais. Faremos oficinas em Terreiros, envolvendo mais jovens e crianças, de diferentes nações religiosas, de modo a difundir esta técnica de animação e fortalecer suas histórias”, frisou Cintia Maria.

A oficina abordará todas as etapas de produção de uma animação em stop motion, entre outros tópicos, análise e criação de roteiro, realização de story board, produção animação de objetos e edição de imagem e som. Durante as atividades os participantes produzirão um curta-metragem. O evento acontecerá no Instituto Mídia Étnica (Rua Areal de Baixo, 6, Dois de Julho).

Para os interessados em participar da oficina, as inscrições serão feitas online através de formulário no site do filme (www.orunfilme.com.br) ou Facebook (www.facebook.com/OrunFilme).

Essa oficina é uma ação do Núcleo Baianos de Animação em Stop Motion (Nubas) em parceria com o Instituto Mídia Étnica e Estandarte Produções, contrapartida da formação do Coletivo Tarja Preta no Edital de Intercâmbio 2015, realizado pelo Ministério da Cultura, por meio da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura (Sefic).

Sobre o filme – O mito da criação do universo será contado pela técnica do stop motion no curta ÒRUN ÀIYÉ, uma realização da Estandarte Produções, produtora baiana que reuniu um time de renomados profissionais para dar vida à animação inédita, produzida em Salvador e Camaçari. O curta traz a trajetória de Oxalá para cumprir sua missão junto a outras divindades, em uma envolvente narração de 12 minutos, carregada de simbolismos da cultura afro-brasileira. A animação é inclusiva e, por meio de recursos como audiodescrição, subtitulação e janela de Libras, estará disponível para o público surdo e cego, além de estar em mais seis línguas – português, inglês, francês, espanhol, yorubá e Língua Brasileira de Sinais.

NOTICIA 01
Journal

Dia das Crianças é comemorado com oficina de stop motion

orun_aiye_terreiro_bogum_criancas_stop_motion_salvador-300x295O Terreiro do Bogum (Engenho Velho da Federação – Salvador), recebeu na tarde desta segunda – 12 de outubro Dia das Crianças – a primeira Oficina Òrun Àiyé,  com as cineastas Jamile Coelho e Cintia Maria. A oficina faz parte da divulgação do filme Òrun Àiyé: a criação do mundo, que tem pré-estreia prevista para novembro, em Salvador, e reuniu crianças do Terreiro e da comunidade.

Os pequenos puderam produzir seus personagens, usando massinha de modelar e escolher objetos para animar e criar uma sequência de fotos. A oficina tem o intuito de aproximar as crianças da animaçãostop motion, que utiliza a fotografia como técnica para criar cenas animadas. Com esta técnica, as cineastas produziram o curta Òrun Àiyé: a criação do mundo, que em 12 minutos conta o mito iorubano de Oxalá, criador dos seres humanos.

“Esta foi a primeira ação do que estamos construindo para a Bahia, que é o Núcleo Baiano de Animação Stop Motion (NUBAS), voltado para a formação de jovens  animadores para suprir o mercado em franca expansão na Bahia e no Brasil”, afirmou Jamile Coelho,  diretora do filme. Òrun Àiyé será a porta de entrada destes jovens no mundo da animação que, por meio do NUBAS, alcançará jovens negros e negras de comunidades com baixo Índice de Desenvolvimento Humano, em Salvador.

“Com o NUBAS nós queremos que estes jovens se identifiquem com o stop motion e possam criar suas animações, contando suas histórias, seus legados culturais. Faremos oficinas em outros Terreiros, envolvendo mais crianças, de diferentes nações religiosas, de modo a difundir esta técnica de animação e fortalecer suas histórias”, frisou Cintia Maria.

Com o NUBAS consolidado, a Oficina Òrun Àiyé pretende chegar a outros Terreiros de Salvador, Centros Sociais Urbanos e Espaços de Cultura, alcançando um número maior de crianças e jovens.

“Estas oficinas agora são uma prévia do que queremos estruturar com o NUBAS. Buscaremos apoios para consolidar todos os projetos que o Núcleo precisa até que possamos implementar a formação nestes espaços”, afirmou Jamile Coelho.

DESTAQUE - 04
Journal

Direção de Fotografia no Stop Motion é tema de palestra ministrada pela equipe do Òrun Àiyé

cristian_carvalho_orun_aiyeIluminação, maquinaria e movimentos de câmera serão alguns dos assuntos abordados durante a palestra sobre “Direção de Fotografia no Stop Motion”. O diretor de fotografia do filme Òrun Àiyé, Cristian Carvalho e a diretora Jamile Coelho falarão sobre os desafios e as especificidades da direção de fotografia aplicada a técnica durante o projeto “Falando de #Cinema”, do Programa TOPA – Todos pela Alfabetização. A palestra será realizada pela Secretaria de Educação Bahia nesta quinta-feira (10), das 15h às 17h, na sala 04, do Centro Juvenil de Ciência e Cultura, no Colégio Central (Nazaré).

Journal

Equipe do filme Òrun Àiyé falará sobre sobre racismo durante a Jornada das Relações Étnicas e Raciais

jornada_relacoes_raciais_orun_aiye_stop_motion_ifba-300x210No mês em que os brasileiros são convidados a se debruçarem sobre a temática da Consciência Negra, celebrada dia 20 próximo, o campus Salvador, do Instituto Federal da Bahia, promove mais uma edição da Jornada das Relações Étnicas e Raciais – JRER. Aberto a todos os públicos, o evento traz neste ano o tema “Não ao genocídio! Construindo novas histórias para a juventude negra e indígena”. Amanhã (18), às 10h40, a equipe do filme Òrun Àiyé falará sobre sobre racismo, intolerância religiosa e genocídio da juventude negra.

Segundo a comissão organizadora da jornada, que ocorre de 17 a 20 de novembro, a temática escolhida passa pelo ano emblemático em que estamos, quando o genocídio e a retirada de direitos da juventude se tornaram cada vez mais explícitos.

Para contribuir aos debates e reflexões dos participantes, a JRER conta com uma programação variada de atividades que incluem mesas-redondas, palestra, oficinas, exibição de filmes de curta-metragem, roda de conversa, sarau, café cultural com performance, receptivo africado e show de rap.

Confira a programação completa: http://goo.gl/bpkLVh