O workshop “O Cinema e o Espelho: experiências, olhares e registros” passeia pela história da evolução técnica e de linguagem do Cinema – e mais especificamente o gênero documentário – a partir de sua associação com outras áreas do conhecimento humano: História, Filosofia, Política, Antropologia, Sociologia e Ciência. Também com outras linguagens artísticas como a Pintura e a Literatura, entre outras mais. Faremos exercícios teóricos e práticos de análise iconográfica e iconológica de imagens: pinturas, fotografias, imagens da televisão e do cinema brasileiro, etc. Além de conversa sobre a concepção e realização dos seus filmes: a busca de temas e personagens. As escolhas tecnológicas (câmera e lente). As composições (cores e formas). A edição (sentidos). O som, etc. A diretora fala sobre as decisões teóricas e práticas que o documentarista se enfrenta no momento de filmar. Além disso, durante o workshop a diretora Everlane Moraes exibirá oito (08) curtas-metragens, seguidos de comentários sobre cada filme e um bate-papo com o público através de perguntas e resposta.

Sobre a professora – Everlane MoraesWhatsApp Image 2020-01-03 at 08.23.59
Especializada em direção de documentário pela Escuela Internacional de Cine y TV (EICTV/Cuba). Graduanda em ARTES VISUAIS Licenciatura pela Universidade Federal de Sergipe (UFS). Fundadora e codiretora do grupo criativo de autores A Irmandade Filmes, que une três produtoras com foco em formação, produção e distribuição em circuitos independentes de cinema. Membra da Associação dos Profissionais do Audiovisual Negro (APAN). Realizo filmes que apresentam uma estética híbrida, que dialoga as Artes Visuais e o Cinema em seus diferentes gêneros. Nesse espaço de experimentação fílmica, mesclo conceitos filosóficos as questões socioculturais da diáspora negra em busca de retratar as identidades e subjetividades dos meus personagens.

Resumo
O quê: Workshop “O Cinema e o Espelho: experiências, olhares e registros”
Quem: Diretora Everlane Moraes
Onde: Espaço Nubas no Boca de Brasa Muncab
Quando: 18 e 19 de janeiro, das 8h30 às 18h
Carga horária: 16h
Público: a partir de 16 anos.
Quanto: R$ 30,00
Vagas: 20 sendo 4 bolsas.

Realização
Essa é uma ação da Sociedade Amigos da Cultura Afro-Brasileira e do Núcleo Baiano de Animação e Stop Motion e, foi contemplado pelo edital Espaço Cultural Boca de Brasa, da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura de Salvador.

Botao_bolsa_de_estudo_NUBAS        botao_matricule_se_ja_nubas